4 mitos sobre Enfermagem 

 

Os Enfermeiros são a chave para um atendimento médico de qualidade e salvam vidas regularmente. Sem Enfermeiros é improvável que muitos de nós não obtivéssemos o tratamento de qualidade em hospitais e clínicas que conhecemos. Mesmo assim, muitas pessoas minimizam o que os Enfermeiras fazem ou não lhes dão o devido valor e respeito. Apesar de muitas tentativas de contrariar os estereótipos sobre a profissão de Enfermagem, vários mitos ainda persistem. Se estás a pensar em seguir Enfermagem mas ouviste algumas coisas que te deixaram com dúvidas, não deixes que essas ideias pouco fundamentadas sobre a profissão te impeçam de te tornares Enfermeiro. O sistema de saúde está a crescer muito rapidamente e a criar inúmeras oportunidades de especialização nos vários setores. Por consequência, as oportunidades são em maior quantidade. Com a formação e a experiência adequadas, podes escolher a carreira de Enfermagem que melhor de adequa a ti.

Neste blog, vamos refutar alguns dos mitos mais comuns sobre enfermagem. 

1. Nursing is a female profession

Embora possa ser verdade que, no passado, as mulheres dominaram o campo da Enfermagem, hoje em dia, estudos da Purdue University mostram que cada vez mais homens estão a dedicar-se a esta profissão. Geralmente, uma das razões pelas quais alguém decide ser Enfermeiro é o desejo interior de cuidar e impactar a vida das pessoas diariamente e essa aspiração não é exclusiva das mulheres, mas sim universal. Um bom exemplo é a atual pandemia, em que homens e mulheres contribuíram juntos no cuidado de pacientes infetados pelo vírus. A batalha contra o COVID-19 tem sido menos sobre discriminação de género e mais sobre ser um bom cuidador.

2. O curso de Enfermagem é fácil

Não deves subestimar a complexidade do plano de estudos de Enfermagem. Sendo um curso que concilia, paralelamente, os estudos teóricos com a prática clínica, exige uma grande dedicação e empenho por parte dos estudantes. 

É preciso muita prática, habilidades e amplo conhecimento adquirido para se ser um profissional de Enfermagem competente e depois de terminares o curso, isso não significa que pares de aprender. A Enfermagem é uma ciência, e a ciência está constantemente em atualização. Portanto, a Enfermagem é uma profissão que exige uma formação contínua e, por isso, nunca deixarás de aprender coisas novas.  

Atualmente, o setor de saúde está cada vez mais inovador e a tecnologia é frequentemente implementada na prática diária. Isso significa que os profissionais de saúde precisam ser alunos flexíveis e rápidos. Por exemplo, nenhum estudo pode preparar alguém para uma situação como a atual pandemia. No entanto, os Enfermeiros mostraram que são resilientes e que aprendem rápido, em qualquer situação. 

3. Os Enfermeiros são os “escravos dos Médicos” 

Os Médicos muitas vezes desenvolvem o plano médico de cuidados, escrevem ordens e supervisionam o progresso geral do paciente. Porém, são os Enfermeiros quem cuidam e acompanham o paciente, hora após hora e dia após dia. Hoje em dia, os Enfermeiros têm mais responsabilidades do que nunca.  

Na Holanda, a organização laboral assenta numa hierarquia horizontal. Isso significa que trabalhamos em equipa. Os Médicos esperam que os Enfermeiros sejam autónomos e tomem decisões ou recomendações para o atendimento ao paciente. Isso permite que os Médicos façam “check-in” em mais pacientes e os Enfermeiros forneçam avaliações aos Médicos sobre as mudanças nas condições dos pacientes. 

 4. A possibilidade de crescimento profissional em Enfermagem é pouca

É necessária uma equipa inteira de profissionais para responder às necessidades de saúde de uma nação, e os Enfermeiros desempenham um papel fundamental em manter o sistema de saúde funcional. Como mencionado anteriormente, existe uma grande diversidade na Enfermagem. A Enfermagem tem muitas oportunidades de crescimento, visto que existe uma grande variedade de cursos de especialização, mestrados, pós-graduações e outras formações. 

Na Holanda, no início de carreira os Enfermeiros começam com os princípios básicos do atendimento ao paciente, mas isso não significa que a perspetiva de carreira se limite apenas a isso. Conforme vão progredindo e se especializando, os enfermeiros serão capazes de assumir mais responsabilidades como, por exemplo, serem responsável por outros Enfermeiros e ajudarem os Médicos a recomendar o tratamento adequado.  

Para além da carreira técnica, na Holanda é possível seguir uma carreira cooperativa e trabalhar em áreas como a educação, os recursos humanos, a gestão ou o coaching. As oportunidades de carreira para Enfermeiras são imensas!

Conclusão 

Em suma, a Enfermagem está em expansão e existem diferentes especializações, o que faz com que as possibilidades de carreira sejam diversificadas. Portanto, agora é um bom momento para dar o salto e mergulhar nesta profissão desafiadora e gratificante! 

 

Queres trabalhar em Enfermagem na Holanda?
 

A EMTG pode ajudar-te a iniciares a tua carreira profissional no setor de saúde, na Holanda. Não temos dúvidas que este é um excelente país para se viver e trabalhar como profissional de Enfermagem!  

Bibliografia: 

Dyess, S., Sherman, R., Pratt, B., Chiang-Hanisko, L., (January 14, 2016) “Growing Nurse Leaders: Their Perspectives on Nursing Leadership and Today’s Practice Environment” OJIN: The Online Journal of Issues in Nursing Vol. 21 No. 1. 

Purdue University Global. “Nine Major Misconceptions About Nursing.” Purdue Global, Purdue University Global, 15 Jan. 2021, www.purdueglobal.edu/blog/nursing/misconceptions-about-nursing/. 

 

Translate »

Our site uses cookies. Cookies make the website more personal and user-friendly. Read more about cookies.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close